(32) 99113-4504

Um pouco da nossa história:

           A bocha foi introduzida em Juiz de Fora nos anos de 1940 pela colônia italiana, quando era praticada apenas na Casa D’Italia, sendo esta instituição, então, a pioneira deste esporte na cidade. Ao longo dos anos, esta modalidade esportiva foi sendo introduzida em outras praças e clubes locais. As quadras foram se modernizando até que em 1972 foram iniciadas as primeiras competições, entre elas, o Campeonato da Cidade.

           A Casa D’Italia tem uma importância significativa para a história do esporte da bocha em Juiz de Fora. Esta agremiação foi uma das fundadoras da Liga Bochófila de Juiz de Fora (LBJF) no ano de 1975, juntamente com outras 15 (quinze) agremiações, entre elas, o Tupi F. C. e o Tupynambás F. C.. A equipe participou de competições oficiais locais até a década de 1990, estando limitada, desde então, apenas á prática dos seus associados nos anos seguintes.

            No início de 2017, atletas e admiradores deste esporte em Juiz de Fora retornaram com a equipe de bocha na instituição. A busca de parcerias e captação de recursos para a reestruturação do nosso ginásio é essencial para tão logo a equipe possa realizar seus jogos, sediar competições oficiais, desempenhar os treinamentos e promover o campeonato comemorativo da imigração italiana com presença de outras equipes locais e de outros estados.

            Contamos atualmente com uma equipe competitiva, formada por um elenco de atletas renomados, detentores de títulos estaduais e participação em competições a nível nacional. Os integrantes que formam a equipe de bocha da Casa D’Italia são atletas com bem conceituados na modalidade em Juiz de Fora. A base do grupo é constituída por jogadores que atuaram pelo Tupynambás F. C., vencedores do título mineiro de 2003 - equipe mais jovem a conquistar este título estadual -, disputaram importantes competições nacionais nos anos seguintes e até mesmo uma competição internacional, o Campeonato Sul-Americano de Clubes 2006. A equipe conta também com integrantes que defenderam o J. F. Bola Show, tendo participado com êxito de importantes competições pela agremiação.

             O grupo que resgatou esta tradição do esporte local é caracterizado por integrantes amantes do esporte da bocha, com participação atuante em suas equipes anteriores e com uma média de 15 (quinze) anos de envolvimento na prática desta modalidade esportiva. Todos os integrantes da equipe almejam alcançar os melhores resultados, títulos, representatividade da instituição que defendem e promover parcerias com instituições esportivas, educacionais e assistenciais. Há o compromisso total em promover nossos patrocinadores para valorizar a sua marca, incentivando-os a apoiar o esporte, além de participar de campanhas institucionais para contribuir no trabalho social da nossa cidade e região.

 

Breve trajetória nos três primeiros anos da equipe

            Logo no primeiro ano após o retorno da equipe, a bocha da Casa D’Italia foi convidada pela Confederação Brasileira da modalidade para participar da Taça Brasil de Clubes. A competição foi realizada na cidade de Nova Prata – RS e a equipe foi representada na ocasião por quatro atletas. A ‘Azzurra Juiz-forana’ realizou bons jogos, mas não conseguiu a classificação para a segunda fase. Porém, a participação em uma importante competição nacional logo no primeiro ano foi super positiva para o grupo.

            Já em 2018, a equipe foi evoluindo e conseguiu chegar na reta final dos principais campeonatos realizado pela Liga Mineira de Bocha. Porém, a principal conquista viria acontecer no final do ano, quando o atleta catarinense Valdecir Garcia disputou o Balim de Ouro Brasil Individual, realizado em São Paulo – SP, representando a Casa D’Italia e acabou conquistando o título da competição, sendo esta uma das principais da modalidade no país, disputada por 64 atletas do mais alto nível. A conquista elevou o nome da equipe de Juiz de Fora no cenário nacional da bocha.

            No ano passado (2019), a Casa D’Italia conseguiu resultados mais expressivos no estado. A equipe se sagrou campeã do Campeonato Mineiro de Duplas Mistas, realizado em fevereiro na cidade de São João Del Rei. No mês de maio a equipe foi representada por duas duplas no campeonato estadual da categoria em Belo Horizonte, onde uma delas foi vice-campeã e a outra ficou em 3° lugar. No mês seguinte o melhor resultado alcançado pela equipe no Mineiro Individual, também realizado na capital mineira, foi com o atleta Everaldo Medeiros, que terminou em 4° lugar. Em agosto, a Casa D’Italia foi representada com um trio na competição estadual da categoria, onde ficou com o vice-campeonato. Na mesma cidade, a ‘Azzurra Juiz-forana’ também disputou o Campeonato Mineiro de Equipes, no mês de novembro, onde terminou como 5° colocado. Ainda no mesmo ano, três atletas da equipe disputaram a Copa São Paulo de Trios, no mês de setembro, em São Bernardo do Campo – SP, representando a Liga Mineira de Bocha.

            Neste ano (2020), o atleta Everaldo Medeiros disputou o GP Brasil de Bocha, realizado em fevereiro, na cidade de Garibaldi – RS. Foi a única competição realizada com atleta da equipe em disputa antes da pandemia. Ele ficou em 40° lugar no torneio disputado por 150 atletas de vários países da América do Sul. No mês de março, as competições da modalidade foram suspensas em todo o Brasil por conta da Covid-19. A Liga Mineira de Bocha segue as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e avaliará as decisões da Confederação Brasileira de Bocha para o retorno das suas atividades.

 

Gestão esportiva e valorização da marca da equipe

            No primeiro ano do retorno da equipe, o grupo de jogadores fundou uma associação nas dependências da Casa D’Itália Juiz de Fora com o aval da diretoria da instituição. A Associação Esportiva e Cultural Brasil Itália (AECBI) é gerenciada pelos atletas dispondo de cargo de presidente e vice, secretários, tesoureiros e conselho fiscal. Assim, os próprios integrantes desempenham todas as ações esportivas, administrativas, entre outras, da equipe.

            Em 2019, o grupo conquistou importantes parcerias que vieram a elevar a marca da equipe e valorizar a modalidade na cidade. No mês de maio, foi consolidada parceria com a loja Torcedor Esporte Clube para vendas das camisas da equipe na loja física, sendo esta opção pioneira na modalidade no país. Logo depois, o grupo implantou o núcleo de psicologia do esporte, onde a parceria com os profissionais da área, Débora Santos e Rafael Baracho, possibilita a realização de palestras motivacionais para atletas da equipe durante o ano. No mês de setembro, a equipe sacramentou uma parceria que proporcionou impacto muito positivo na modalidade em todo o Brasil, assim como no marketing do esporte especializado em Juiz de Fora. Trata-se do lançamento da cerveja da Bocha Casa D’Italia JF, com o slogan “Tá Feito o Ponto” – frase muito proferida nas competições da modalidade – mediante parceria com a Cervejaria São Bartolomeu. A cerveja da equipe vem sendo vendida em alguns pontos de vendas na cidade e nas competições em que a Casa D’Italia esteja participando. Ainda no ano passado, os dirigentes e atletas da equipe, Letinho Souza e Leandro Dias, foram convidados para integrar o quadro do Conselho Municipal de Desportos (CMD) de Juiz de Fora, sendo este esporte inserido no órgão da cidade.

 

Cenário atual

            No ano de 2018, foi iniciada a obra de reestruturação do ginásio de bocha da instituição e, atualmente, já foi reformado o telhado e os muros de contenção das duas quadras. A próxima etapa será no piso das quadras. Todo o recurso investido na reforma do ginásio foi obtido mediante parceria com alguns patrocinadores, doações de amigos de Juiz de Fora e de outras cidades e ações promovidas pelos atletas da equipe para esta finalidade.

            Ao todo, nove atletas formam a equipe, são eles: Edimar Vaccarini, Eduardo Vaccarini, Everaldo Medeiros, Francisco Farinelli (Chico), José Eugênio, Leandro Dias, Marcelo Faria, Marcelo Almeida e Wellington Souza (Letinho). O grupo almeja tão logo seja finalizada a reforma no ginásio, elevar o nível da equipe, uma vez que será possível realizar treinos e jogos em suas dependências, revelar novos atletas neste esporte e ser um centro específico desta modalidade em Juiz de Fora.

 

Texto: Assessoria de Comunicação da Bocha Casa D’Italia JF.